Contato: 11 3116.4520 | 3105.5786 Emergências: 11 94022.2333

Dicas excelentes para fazer um safári na África

Vale a pena incluir a África do Sul no roteiro, o país é famoso e conhecido por seus safáris e suas belas paisagens.

Para quem gosta de conhecer belas paisagens, novas histórias e culturas, a África é o lugar perfeito para isso. E quando falamos em safáris, a África do Sul é expert no assunto. Coração acelerado e pernas tremendo, assim descrevem a sensação aqueles que já fizeram um safári por lá. Mas como fazer? Aonde ir? Qual escolher? Essas dúvidas são comuns para quem está montando um roteiro de viagem.

Para ajudar, continue a leitura e confira nossas dicas incríveis para fazer um Safári incrível na África do Sul!

  • Por onde começar?

Na África do Sul é possível fazer um safári em um dos 18 parques nacionais ou em uma das incontáveis game reserves (reservas privadas).

No Kruger Park – a maior e mais conhecida reserva natural da África do Sul – é possível fazer o self drive safári, onde você dirige pelo parque em estradas pré-determinadas procurando os animais.

Nesse tipo de safári você avista os animais apenas à beira da estrada. No trajeto, as rotas e estradas são pré-determinadas e asfaltadas, ficando um pouco distante dos animais.

Já nas reservas privadas é possível ficar mais próximo à natureza e aos animais selvagens. Geralmente, as reservas são menores que os parques, algumas cercadas, outras não, o fato é que há maior circulação de animais por grandes áreas, dessa forma, é mais fácil de vê-los.

  • Como são os passeios de safári ou game drivers?

Os game drivers – que são safáris em veículos 4×4 – geralmente acontecem duas vezes ao dia. O primeiro safári é logo cedo, entre 5h e 7h da manhã e o segundo no final da tarde, próximo às 16h. Esses são considerados os melhores horários para conseguir avistar os animais, pois com as temperaturas mais amenas, eles costumam sair para tomar água e buscar por comida.

Para quem vai fazer um self drive safári, o ideal é sair nesses horários também.

Todos os passeios duram de três a quatro horas e percorrem uma estrada sinalizada. Alguns hotéis possuem, além do motorista, um ranger (profissional especializado na vida selvagem na savana e guia), que acompanha os turistas e ajuda a avistar os animais durante o safári.

  • Qual é a melhor época para fazer um Safári na África do Sul?

Independentemente do parque ou reserva escolhida, os meses que contemplam o outono e o inverno – de maio a outubro – são os mais propícios para fazer o passeio. O período coincide com a seca da savana que favorece a visualização dos animais em seu habitat natural.

Além disso, nessa época a temperatura é mais amena. O sol não é tão forte durante o dia e, assim, o safári não fica tão exaustivo.

Nas épocas mais quentes – de novembro a abril – especialmente no verão (de dezembro a fevereiro) a vegetação fica mais abundante devido à chuva, logo, fica mais difícil de ver os animais.

  • Como se preparar para um dia de safári?

Quando pensamos em roupas para safáris, as imaginamos beges e marrons, no geral, em cores claras.

A principio, essa é a roupa ideal para realizar um safári, no entanto, estando dentro de um carro esse tipo de vestimenta não é obrigatória. O que se sabe é que algumas cores (vibrantes) devem ser evitadas para não chamar a atenção dos animais. No mais, nada em relação a roupas é proibido.

A dica para quem vai realizar os safáris em épocas mais quentes é evitar roupas pretas e apostar em cores mais claras – como as tradicionais branca e bege.

Na África do Sul tende a ventar bastante, fazendo frio no começo da manhã e a noite, por isso, o ideal é levar uma blusa ou casaco para se proteger do vento, mesmo no verão.

Além disso, não se esqueça do repelente, pois há muitos insetos e mosquitos por lá. Não se esqueça também do protetor solar já que, mesmo no inverno, o sol costuma brilhar muito forte na África do Sul.

  • Vacinas

Para viajar para a África do Sul é necessário tomar a dose completa da vacina contra a febre amarela. Por isso, não se esqueça de se vacinar e de providenciar o certificado internacional de vacinação. Não deixe para a última hora, pois é preciso tomar a vacina com, no mínimo, 10 dias de antecedência ao embarque.

Além disso, as regiões ao norte e próximas ao Kruger Park não estão completamente livres da malária. Para quem viaja com crianças pequenas ou adultos com problemas de saúde, isso pode ser um problema. A opção neste caso é procurar regiões fora da área da malária, por garantia. Ainda assim, os repelentes e as roupas de mangas compridas são indicadas por prevenção.

Para quem está montando um roteiro de viagem vale a pena incluir a África do Sul no roteiro, o país é famoso e conhecido por seus safáris e suas belas paisagens. Com certeza vale a pena conhecer e se aventurar!

Caso você esteja precisando de ajuda para organizar a sua viagem, a agência Sweet Way possui pacotes nacionais e internacionais prontos para atender às suas necessidades, entre em contato e planeje o seu roteiro! Clique aqui e saiba mais.

Deixe uma resposta

Sobre a Sweet Way

A Sweet way é uma agência que trabalha com uma proposta diferenciada no mercado: Atendimento personalizado ao cliente.

Ao entrar em contato conosco você será atendido por pessoas que realmente conhecem o assunto, sendo informado sobre os melhores destinos, os melhores hotéis e os preços mais baixos, além de locais para diversão e entretenimento. Tudo de acordo com o seu gosto e o seu bolso.